A arte de ser bom

Leia ao som de: Charlie Brown “Pontes Indestrutíveis”

sparkler-677774_1280

“Se ser bondade é algo que nasce com a gente provavelmente estamos dando muito espaço para a maldade entrar.”

Li essa frase no twitter uma vez e fiquei pensando até onde podemos escolher ser bons ou ser maus, e a partir de quando isso sai do nosso controle. Não cheguei a uma conclusão, mas descobri que em alguma parte disso as nossas escolhas podem fazer diferença. E se isso vale para alguma coisa, já é um  bom começo.

Nos empenhamos muito em ser bons (ao menos eu faço isso), queremos melhorar, crescer, aprender a fazer o bem, e isso com certeza nos transforma de forma positiva. Na maioria das vezes, e eu também estou incluída nisso, esquecemos que para sermos bons precisamos deixar de ser maus, essa não é a verdade absoluta, mas acredito que o mau não sai quando o bem entra, eles ficam ali lutando até que você escolha abrir mão de um, nesse caso, é melhor que seja o mau o primeiro a ir embora.

Não precisamos fingir que existem pessoas totalmente boas, eu queria muito acreditar nisso, mas não parece ser muito real. Por isso podemos deixar o mínimo possível de maldade acessível para que na guerra interior o bem tenha um exército maior, e isso sim é uma escolha que podemos fazer.

Se bondade é algo que nasce com a gente, podemos tentar viver só com ela, porque de maldade ninguém precisa.

Anúncios

10 comentários sobre “A arte de ser bom

  1. Eu acredito que tudo na vida é uma uqestão de escolha. É fácil demais passar a culpa para frente: não sou bom, pois tive uma infância complicada; não sou bom, pois vivo estressado no trabalho; não sou bom, pois não tenho tempo… e assim vai. Ser bom é mais que uma escolha, é sim uma ARTE que deve ser desenvolvida e praticada todos os dias!
    fiamavsa.wordpress.com

  2. Gostei bastante do texto! Ser bom eh um exercício interno constante, além disso temos os nossos valores, a nossa essência. Mas como somos humanos e falhos, sempre temos um lado mau escondido na gente. O ideal eh fazer com que esse lado fique adormecido e sim, que prevaleça o bem. Bjsss

  3. Hoje eu vim para o trabalho pensando nisso… que eu quero ser uma pessoa que da Bom dia, as vezes nas pequenas coisas acabamos deixando de ser boas e simpáticas com pessoas por não conhece-las. Até que ponto isso é bom? O quanto isso poderia fazer não só melhor o meu dia como o dia de outras pessoas tb. É tempo de reflexão. Um beijão!

  4. Que bonito esse texto e esse pensamento.
    Duas coincidências: por tu ter postado dia 11/04 e ser o dia que completou 5 anos que minha mãe partiu. E a outra é porque esse texto fala de bondade, e ela era assim Milca, uma pessoa completamente do bem. Só não sei agora se existe mais alguém assim 😦
    Beijos,

    Bia
    http://blogsince85.com

    • Nossa! Que triste saber que o mundo perdeu alguém tão do bem como a sua mãe. Mas sim, ainda existem pessoas que ao menos tentam dar o melhor de si e eu sou uma delas, espero que você seja também. Beijo.

  5. Eu peco por ser boa demais Milca…
    Acho que bondade – como todas as coisas boas – tem um certo limite. Eu tento sempre pensar positivo, ajudar, mas chega um momento que me exploram. Eu faço da bondade uma coisa presente no cotidiano, mas ser boa demais as vezes só atrapalha.
    Acho bacana quando a bondade vem do coração, nao é só fingimento. Valorizo isso!
    Mas muito bom teu ponto de vista, acho que tem muitas pessoas que teriam que aprender a serem melhores também!
    Beijão!

  6. Na minha humilde opinião acho que não existe isso de ” nasce com a gente ”, mas sim de escolher entre ser bom ou mal. Eu escolhi o bem vejo no cotidiano muitas pessoas sendo má, me dá um aperto no coração, mas fazer o quê? A vida é assim, Deus nos deu o livre arbítrio.
    Sempre que atualizar deixe um recado no meu blog!
    https://magalicampolino.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s