“Se eu ficar”

Leia ao som de: Ane Brun “Halo” feat. Linnea Olsson

entretenimento-cinema-filma-se-eu-ficar-if-i-stay-20140903-10-size-598

Que as histórias dramáticas sobre adolescentes estão em alta todos nós sabemos, e se esse tema não é o melhor da vez é no mínimo promissor. Grande exemplo é o filme ” A culpa é das estrelas” que levou 5,5 milhões de expectadores aos cinemas e está entre os filmes mais vistos do ano.

O filme “Se eu ficar” que estreou no Brasil no dia 04 de setembro também já tocou alguns corações. Mesmo não tendo uma história tão real e marcante quanto “A culpa é das estrelas” as pessoas também conseguiram se sentir tocadas pelo drama.

“Mia Hall (Chlöe Grace Moretz) é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva.”

Mas o que essa história tem de tão especial que faz com que as pessoas se emocionem ou identifiquem?

Quem não sonhou em ter uma família moderna, unida e que aceite com facilidade e até incentive as aventuras que participamos na adolescência? Namorar um astro do rock ou até mesmo ser um astro do rock também foi sonho de vários de nós (ou ainda é).

Demonstrar os aspectos livres da adolescência e despertar em nós um desejo de amar e se sentir jovem novamente é algo que o filme faz sem se enquadrar nos tipos de histórias bobas e engraçadinhas que vemos por aí. Na verdade o filme é um romance repleto de dramas e de reflexões e nos leva a pensar sobre quais as opções que temos agora e não teremos mais depois de partir.

O filme que foi uma adaptação do livro com o mesmo nome, é leve e fácil, mas carrega uma carga emocional  que de alguma forma desperta suspiros entre os expectadores. E se não serviu para provocar choro em alguns corações menos derretidos, ao menos cativou com a história apaixonante e uma trilha sonora que faz a junção de música clássica e rock de uma forma natural.

O livro “Se eu ficar” tem uma continuação com o título “Para onde ela foi”, se você gostou do primeiro como eu, esse é o momento para torcer por uma nova adaptação para os cinemas.

“Não é incrível como a vida é uma coisa, então, de repente se torna outra?” Mia Hall (personagem principal)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s